Logo ibitu loader

Balanço Ambiental, Social e de Governança

Com muito orgulho, compartilhamos nosso Balanço Ambiental, Social e de Governança 2020, no qual apresentamos as entregas alcançadas pela Ibitu em linha com os aspectos Ambientais, Sociais e de Governança, fio condutor para nosso crescimento na forma próspera como acreditamos. Estamos no início do caminho, ainda há muito a ser percorrido. Temos nossas ambições traçadas nas diferentes frentes e sabemos aonde queremos chegar.

Você é nosso convidado para conhecer esta jornada!

Seta ilustrativa do titulo Jornada Ibitu

Seta ilustrativa do titulo Quem é a Ibitu Energia?

Ibitu Energia está posicionada entre os principais players de geração e comercialização de energia e com portfólio de geração totalmente limpo e renovável. São 832 MW de potência instalada – o equivalente ao consumo de mais de 4,4 milhões de brasileiros -, distribuídos em cinco complexos de geração eólica, nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí, e três usinas hidrelétricas, em Minas Gerais, Mato Grosso e Santa Catarina.

Nosso nome tem origem no tupi-guarani, cujo significado é vento. Transformamos a forças do vento, da água e do sol, em energia limpa e renovável. Desta forma, contribuímos para evitar a emissão de aproximadamente 1,2 milhões de toneladas de CO2. Buscamos crescer de forma próspera, em linha com critérios ambientais, sociais e de governança. Esta expansão será por meio das fontes eólica, solar e projetos híbridos.

Trabalhamos para atender da melhor forma às expectativas de nossos clientes, com soluções customizadas às suas reais necessidades. Nosso time está comprometido com este desafio e possui grande conhecimento para desenvolver um parque eólico ou solar, das primeiras prospecções dos potenciais terrenos até a comercialização da energia. Hoje, somos a segunda maior geradora de energia eólica em operação comercial no mercado livre de energia brasileiro.

Sabemos da importância do nosso papel no mercado de energia e buscamos ser protagonistas no processo global de descarbonização por meio de um portfólio de energia limpa, acessível e sustentável para todos.

Seta ilustrativa do titulo Mensagem do Presidente

A Ibitu Energia chega ao mercado para transformar em todos os sentidos o setor elétrico, com um portfólio 100% renovável. Acreditamos que a sustentabilidade é parte integrante da forma como fazemos negócios, não basta crescer, é imprescindível que seja de forma próspera, isso reflete no modo como pensamos nas soluções que ofertamos para nossos clientes.

Para nós, a verdadeira geração de valor está no impacto positivo (financeiro, ambiental e governança) para todos os nossos públicos, incluindo colaboradores, comunidades, clientes e acionista. Estamos comprometidos com a transição verde e com um mundo melhor. Isto é o que nos move.

O Brasil é um país privilegiado quando o assunto é energia renovável. Temos os recursos necessários para ajudar os clientes em seus desafios energéticos, suas metas de longo prazo e para contribuir com a descarbonização, acelerando a transição energética. Cada vez mais, vemos empresas de todos os segmentos e tamanhos buscando opções de energia renovável para tornar seus negócios mais competitivos e sustentáveis.

O compromisso com a sustentabilidade e a transparência permeiam nossa empresa. Por isso, temos também a responsabilidade de liderar pelo exemplo, dentro da realidade econômica e social do país.

O objetivo do nosso Balanço Ambiental, Social e de Governança é justamente tornar público e transparente os objetivos alcançados até aqui e nossa ambição. Queremos que nosso propósito e valores sirvam de exemplo para outras empresas e sociedade, criando assim um grande movimento em prol de transformar a vida das pessoas e impactar positivamente o meio ambiente.

O setor elétrico passa por grandes transformações, estamos preparados para atender às expectativas dos clientes e da sociedade. Estamos produzindo hoje a energia do futuro.

Boa Leitura!

Gustavo Ribeiro

Seta ilustrativa do titulo Nosso jeito de ser

Nós da Ibitu, entendemos que são nossas pessoas que nos inspiram a ir mais longe, são elas que nos fazem grande de verdade. Nosso time é comprometido, colaborativo e com grande experiência no setor de energia.

Somos guiados por valores de segurança, transparência e ética, respeito e espírito de dono, que permeiam toda a empresa, desde o primeiro contato com o cliente à entrega da melhor solução para tornar seu negócio mais competitivo.

Acreditamos que a energia renovável tem um papel fundamental para o desenvolvimento do país, para a transição energética e para um mundo melhor. Ela não só ilumina, salva vidas, conecta pessoas, compartilha informação, impulsiona a ciência, dissemina educação, promove uma sociedade mais igualitária, inclusiva e sustentável para todos.

Por estas razões, nosso objetivo é crescer de forma consistente e pautados por critérios ambientais, sociais e de governança. Caminhamos juntos em direção ao mesmo propósito e com a certeza de que estamos construindo o nosso futuro.

Temos orgulho de Ser Ibitu.

Seta ilustrativa do titulo Princípios Ambientais, Sociais e de Governança

O tripé Ambiental, Social e Governança marca uma evolução dos princípios da sustentabilidade incorporados ao mundo corporativo e está revolucionando a forma de fazer negócios e de gerar valor. É preciso pensar no mundo que queremos deixar para as futuras gerações.

Discussões sobre responsabilidade corporativa, vem reforçando a importância da governança. Não basta somente gerar e comercializar energia renovável, a forma de pensar mudou, é preciso estar alinhado aos princípios Ambientais, Sociais e de Governança.

No início de 2020, o assunto foi destaque no Fórum Econômico de Davos e ganhou o status de tema prioritário global. As maiores instituições financeiras do mundo alertaram para a importância de levar em conta esses parâmetros na condução de negócios.

Vivemos uma pandemia global sem precedentes. Com ela, vieram debates sobre renda e empregabilidade, com movimentos pela manutenção dos postos de trabalho. A crise afeta quase todos os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS), definidos pela ONU. Além de atingir diretamente a saúde da população e a disponibilidade dos serviços, impacta também no aumento da pobreza e da desigualdade social, na cadeia de fornecimento de alimentos e na escassez de recursos investidos em aspectos socioambientais.

Este cenário trouxe a consolidação da governança, com a valorização da diversidade, inclusão, sustentabilidade, aspectos socioambientais, inovação, entre outros atributos. As empresas passaram a incorporar as questões sociais e ambientais nas tomadas de decisão. É imprescindível ter um modelo de negócio que respeite as demandas dos consumidores, colaboradores, parceiros, comunidades e investidores. É fundamental gerar valor socioambiental, impacto positivo e reduzir riscos.

Nesta jornada rumo à sustentabilidade, também é importante que as marcas estejam alinhadas aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), agenda para o desenvolvimento sustentável que a Organização das Nações Unidas (ONU) elencou para ser implementada por todos os países até 2030.

Seta ilustrativa do titulo Razões da Ibitu

Acreditamos fielmente no papel das energias renováveis para a transformação da sociedade, tão necessária e urgente. Por isso, pautamos nosso crescimento para geração de valor para todos os nossos públicos de relacionamentos. Nosso portfólio gera valor para nossos clientes e acionistas, uma vez que ao chegarmos em uma comunidade levamos novos investimentos, novas oportunidades de trabalho, geração de renda, desenvolvimento social e ambiental.

Somos sustentáveis, tanto na operação, gerando energia renovável, quanto em nossas iniciativas voltadas às comunidades, de acordo com as necessidades de cada local. Por meio de projetos sociais direcionados para a educação, por compreender seu valor como um agente de potencialidades transformadoras, buscamos uma sociedade que possa usufruir da cidadania em sua plenitude. É assim que a Ibitu apoia a construção de uma sociedade sustentável.

Hoje, já endereçamos iniciativas nos critérios Ambientais, Sociais e de Governança. Ainda temos um caminho desafiador pela frente, para isso, temos mapeadas nossas oportunidades e ambições nas diferentes frentes.

Seta ilustrativa do titulo Ambiental Alcançado

Pacto Global

Uma de nossas grandes conquistas é a assinatura do compromisso com os 10 Princípios do Pacto Global da ONU. Apoiaremos este movimento de empresas engajadas na promoção de ações e políticas em todo o planeta, visando a criação de um mundo melhor, por meio da responsabilidade social e a sustentabilidade, contribuindo para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS). Este é um esforço conjunto, de países, empresas, instituições e sociedade civil, que buscam assegurar os direitos humanos, acabar com a pobreza, assegurar educação de qualidade, lutar contra a desigualdade e a injustiça, alcançar a igualdade de gênero e o empoderamento de mulheres e meninas, agir contra as mudanças climáticas.

Monitoramento de Fauna Alada

Preservar as espécies é essencial para garantir a manutenção e equilíbrio do nosso ecossistema. Em nossas usinas eólicas, monitoramos os grupos das aves e morcegos que por lá habitam ou passam. Analisamos e quantificamos os impactos sobre eles, suas comunidades em termos de riqueza e abundância, parâmetros de dominância e equitabilidade entre estações sazonais. Identificamos abrigos e locais de maior atividade, comportamentos e mapeamos os riscos entre os grupos das espécies.

Em 2019, registramos 216 espécies de aves e 75 espécies de morcegos. Pela primeira vez, constatamos a presença de duas espécies de aves migratórias boreais, Charadrius wilsonia, classificada como vulnerável, enfrentando grave risco de extinção, e Actitis macularius.

Monitoramento de Fauna Silvestre

Desde 2014, acompanhamos a presença de espécies da fauna e criamos uma base de dados, na qual analisamos a evolução do ambiente onde estão inseridos. A iniciativa identifica a ocorrência, padrões de ocupação e movimentação dos animais e a real presença das espécies de felinos silvestre na área de influência no Complexo Eólico Riachão, no Rio Grande do Norte.

Também mapeamos locais de abrigo, reprodução, dessedentação e forrageio, assim como suas presas potenciais. Comparamos a riqueza, abundância e diversidade na área de influência do empreendimento entre as áreas de amostragem. Observamos 190 espécies de vertebrados, sendo 24 espécies da herpetofauna, 137 aves, 16 mamíferos terrestres e 13 morcegos. Do grupo mastofauna terrestre foram identificadas duas espécies ameaçadas de extinção, a nível mundial, o Leopardus emiliae, e o Herpailurus yagouaroundi. Em relação a aves, detectamos a Penelope superciliaris alagoensis.

Monitoramento de Fauna Terrestre e Avifauna

O entorno dos nossos empreendimentos são habitats de comunidades de vertebrados terrestres, estas espécies são chamadas mastofauna, herpetofauna e avifauna. Nosso programa de monitoramento avalia o comportamento destes animais e seus padrões. Fornece elementos para estratégias e ações para o controle, gestão e mitigação de impactos buscando a implementação de condutas específicas para a conservação dos grupos afetados dentro de uma perspectiva de manejo adaptativo.

Ao longo do projeto, 1.080 espécies foram acompanhadas, 28 delas inéditas e uma ameaçada de extinção.

Monitoramento de Focos Erosivos

O solo sofre constantes transformações, um fenômeno natural de sua dinâmica, o que chamamos de processos erosivos. Em grandes proporções, estes focos podem impactar áreas agricultáveis e habitáveis. Desde 2017, nosso programa de monitoramento de focos erosivos percorre por embarcação, todo o trecho navegável no entorno da Usina Hidrelétrica de Santa Clara, em Minas Gerais, com paradas em pontos específicos para estudos e apontando as prioridades para o planejamento de recuperação futura.

Já identificamos 27 focos erosivos, que são monitorados e 22 foram recuperados por meio do serviço de manutenção periódico e contínuo.

Recuperação e Monitoramento de Áreas Degradadas

Ações naturais ou do homem podem alterar as características originais do meio ambiente. É importante a recuperação dessas áreas, permitindo o seu retorno a uma forma de utilização que esteja de acordo com o plano preestabelecido para o uso do solo, visando à obtenção de um meio ambiente mais estável. Os projetos de recuperação de áreas degradadas procuram promover a restauração florestal das áreas de preservação permanente.

Ele faz o diagnóstico e quantifica os locais a serem restaurados nas áreas do entorno do reservatório, realiza a revegetação com plantio de espécies florestais nativas, acompanha as atividades dos serviços de plantio e dos serviços de manutenção pós plantio.

No Complexo Caldeirão, no Piauí, desde 2016, foi feito o plantio de 6.978 plantas nativas incluindo as espécies Aroeira (Myracrodruon urundeuva), Angico Branco (Anadenanthera colubrina), Sabiá (Mimosa caesalpiniifolia), Ipê (Tabebuia impetiginosa), Barriguda (Cavanillesia arbórea), Mulungú (Erythrina velutina), Baraúna (Schinopsis brasiliensis), Pitomba (Talisia esculenta) e Jatobá (Hymenea courbaril) em 4 áreas distintas, em um total de 92.400 m².

Desta forma, evitamos o agravamento de processos erosivos, problemas de instabilização dos taludes dos acessos e das desmobilizações ocorridas, devolvendo uma paisagem menos impactada, por meio da reimplantação de vegetação, assim como possibilitamos a retomada do uso original da área.

São monitoradas e executadas manutenções periódicas em uma área de regeneração natural aproximada de 6.530.000 m². Além disso, foram plantadas mais de 310 mil mudas de cerca de 42 espécies de plantas nativas diferentes.

Gerenciamento de Resíduos

A preocupação com os resíduos vem sendo discutida há algumas décadas, devido à expansão da consciência coletiva com relação ao meio ambiente. Estabelecemos, por meio do Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, as ações necessárias para a correta destinação dos resíduos, com etapas de coleta, manuseio, acondicionamento, armazenamento temporário, transporte interno e externo, tratamento ou destinação final adequada.

Reposição Florestal

A reposição florestal é o conjunto de ações desenvolvidas que visam estabelecer a continuidade do abastecimento de matéria-prima florestal. Nossa iniciativa foi implementada com o plantio de 650 plantas nativas, incluindo as espécies Aroeira (Myracrodruon urundeuva), Angico Branco ( Anadenanthera colubrina ), Sabiá (Mimosa caesalpiniifolia), Ipê (Tabebuia impetiginosa), Barriguda (Cavanillesia arbórea), Mulungú (Erythrina velutina), Baraúna (Schinopsis brasiliensis), Pitomba (Talisia esculenta) e Jatobá (Hymenea courbaril) em uma área de 12.700 m², localizada nas mediações do município de Caldeirão Grande, no Piauí.

Seta ilustrativa do titulo Ambiental Ambição

Monitoramento de Focos Erosivos

A implementação do Programa de Monitoramento de Focos Erosivos na Usina Hidrelétrica de Santa Clara, em Minas Gerais, foi tão assertiva que hoje ele vem sendo ampliado para a Usina Hidrelétrica de Jauru, no Mato Grosso, para identificar e recuperar novos focos.

Recuperação e Monitoramento de Áreas Degradadas

O sucesso do Programa de Recuperação de Áreas Degradadas no Complexo Caldeirão Grande, no Piauí, será adotado em nossos outros complexos eólicos. Faremos o plantio de novas mudas de espécies de plantas nativas. Desta forma, contribuiremos para evitar o agravamento de processos erosivos e para devolver uma nova paisagem ao entorno das operações.

Gerenciamento de Resíduos

Importante para garantir a preservação do meio ambiente e da saúde da população, o Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos vai se estender para as usinas hidrelétricas de Santa Clara, em Santa Catarina, e Jauru, no Mato Grosso. Buscando gerar um modelo circular de reaproveitamento: reduzir, reutilizar, reciclar

Seta ilustrativa do titulo Social Alcançado

Programa de Educação Sustentável

Este é um projeto extremamente relevante para nós, que será norteado por uma sólida política de sustentabilidade, pela Base Nacional Comum Curricular, do MEC, e pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A educação é um agente de potencialidades transformadoras na busca por uma sociedade que possa usufruir da cidadania em sua plenitude. Por isso, para apoiar a construção de uma sociedade desenvolvida, lançamos o Programa de Educação Sustentável, uma das principais iniciativas da Companhia no âmbito social.

Serão implementados projetos sociais que contribuem para a melhoria na qualidade e no processo ensino-aprendizagem, por meio de ações voltadas para investimentos nos pilares de capacitação de docentes, incentivo à leitura, adequação de espaços pedagógicos, saúde básica, educação ambiental, geração de renda, arte, cultura e esporte.

O público que será beneficiado é composto por docentes, crianças de 6 a 15 anos da educação fundamental, acima de 16 anos do ensino médio e toda a comunidade, por meio de ações do projeto, programa Jovem Aprendiz, iniciativas de capacitação para o mercado de trabalho, geração de renda, arte, cultura e esporte.

Programa de Educação Ambiental

Os benefícios de uma educação sustentável são enormes. A começar pela formação de cidadãos mais críticos e conscientes. Nosso programa visa implementar os projetos de educação ambiental a partir das diretrizes pedagógicas da COHID-IBAMA. Ele contribui para a melhoria da qualidade ambiental da área, por meio da conscientização e aprendizado da população com processos de ensino-aprendizagem que desenvolvam capacidades dos grupos sociais para refletirem e recriarem suas relações com o ambiente.

Para estimular o desenvolvimento de uma postura ecológica individual e coletiva, ele é pautado na organização e participação de todos na gestão dos recursos naturais e na busca de um meio ambiente equilibrado. Além disso, promove a discussão para conhecimento que contribuirá para a assimilação da população sobre as questões ambientais locais.

Assim, democratizamos informações ambientais e nivelamos o conhecimento da complexidade da relação sociedade-natureza e as inter-relações de aspectos sociais, econômicos, políticos, legais, éticos, culturais e ecológicos. Hoje, temos mais de 150 pessoas impactadas, sendo mais de 30 pescadores envolvidos, capacitados e aptos para a construção e implementação de hortas, 50 pescadores e proprietários rurais capacitados em formação de viveiro para mudas nativas e em licenciamento ambiental.

Teremos 60 pescadores em mais 2 capacitações para proteção de nascentes, em conscientização e tratamento de focos erosivos até 2021. Contamos com 15 entidades públicas e organizações não governamentais engajadas no projeto.

Programa de Comunicação Social

Para estabelecer um canal de comunicação contínuo com as comunidades lindeiras do empreendimento, realizamos o Programa de Comunicação Social na Usina Hidrelétrica Santa Clara, em Minas Gerais. Levamos as informações ambientais e criamos canais de comunicação para esclarecimentos, priorizando transparência dos processos que são executados na usina.

Este canal de comunicação permite o acesso à informação sobre as atividades ambientais e sociais, realizadas na comunidade, ajudando a sensibilizar a população para estes temas. Com isso, promovemos maior integração e informação, além de investirmos no bom relacionamento com a comunidade local. As atividades realizadas consistem em reuniões com associações, promoção de cursos de capacitação, palestras, divulgação de ações ambientais da usina em eventos públicos, elaboração e distribuição de folhetos com conteúdo educativo, ciclos de palestras e grupos de discussão, impactando cerca de 6 mil pessoas.

O trabalho de comunicação também é feito por meio de abordagens pontuais em eventos, visitas guiadas de alunos e professores de escolas públicas da região às usinas, além da distribuição de cerca de 6 mil exemplares boletins informativos. Ainda realizamos anúncios em rádios, distribuição de apostilas de projetos ambientais e sessões de cinema ao ar livre. Tudo isso com foco na educação e consciência ambiental.

Seta ilustrativa do titulo Social Ambição

Programa de Comunicação Social

Muito bem sucedido e com ótimos resultados, o programa será replicado em outras comunidades nos seis estados em que atuamos, sempre respeitando as particularidades do local e as necessidades das comunidades, e onde serão desenvolvidos novos projetos.

Programa de Educação Ambiental

Vamos ampliar os projetos de educação ambiental, contribuindo para a melhoria da qualidade ambiental de uma área ainda maior do que a atendida atualmente e impactando novos e diferentes públicos.

Empregabilidade dos Jovens

Nosso objetivo é promover ciclos de palestras, em escolas e universidades, sobre as opções de carreira e áreas de atuação. Com isso, buscamos criar a conscientização e o despertar dos jovens sobre o mercado de trabalho e oportunidades de carreiras em diversas áreas.

Seta ilustrativa do titulo Governança Alcançado

Auditoria Interna e Gestão de Riscos

A auditoria interna busca garantir a eficácia da governança, gerenciamento de riscos e controles internos. Foram criadas áreas que ampliam os níveis de governança corporativa para padrões considerados necessários à obtenção de reconhecimento dos principais stakeholders, acessar novos mercados e produtos financeiros.

Comitês

Como parte do processo de tomada de decisão, diferentes Comitês possuem as importantes funções de discutir, avaliar e sugerir encaminhamento de temas à diretoria e ao Conselho de Administração. Eles são divididos em: Pessoas, Técnico, Finanças, Ética, Riscos e Novos Negócios.

Conselho Consultivo

Fundamental no processo de mentoria e aconselhamento, nosso Conselho Consultivo é composto por membros com reconhecida experiência e atuação no setor elétrico brasileiro. Ele tem o papel de assessorar na tomada de decisão pelo conselho de administração e pelos acionistas.

Seta ilustrativa do titulo Governança Ambição

Crédito de Carbono e Certificados de Energia Renovável

Como alternativa que contribua para a descarbonização, nossas usinas hidrelétricas e complexos eólicos, em operação e em projeto, passarão pelo processo de certificação de energia renovável, o REC (Renewable Energy Certificate), e se tornarão aptos a gerar créditos de carbono, emitidos para projetos registrados no âmbito do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) do Protocolo de Kyoto.

Selos e Certificações

Para corroborar nosso crescimento guiado pelos mais altos critérios sociais, ambientais e de governança, a Ibitu vem se estruturando para atender e comprovar os requisitos necessários para reconhecimentos e certificações. Já estão mapeados o Selo Proética, da Controladoria Geral da União, voltado para o Compliance, além dos ISO 37001 – Anti suborno, ISO 19600 – Melhores Práticas de Compliance e ISO 45001 – Saúde e Segurança Ocupacional.