Destaques

Estudo revela os altos impactos dos investimentos em eólicas

Estudo revela os altos impactos dos investimentos em eólicas

Que investir em energia eólica é positivo, isso já é sabido. Mas, quais são os reais impactos desse investimento? Quais os resultados que ele traz para economia e para o meio ambiente? Um estudo recente realizado pela Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) procurou responder essas e outras questões e trouxe importantes parâmetros.

Trata-se do estudo “Estimativas dos impactos dinâmicos do setor eólico sobre a economia brasileira”, divulgado em fevereiro no site da ABEEólica. Entre os resultados, ele mostrou que cada R$ 1,00 investido em eólicas tem impacto de R$ 2,9 no PIB, após cerca de 10 a 14 meses.
O material foi elaborado por Bráulio Borges, pesquisador-associado do FGV-IBRE e economista-sênior da LCA Consultores.  O objetivo do estudo foi quantificar os impactos diretos e indiretos dos investimentos em energia eólica para o PIB, para os empregos e também para a redução de emissão de CO2.
De acordo com a matéria disponível no site da ABEEólica sobre o assunto, para chegar nesse cálculo do PIB, o pesquisador revelou que a pesquisa partiu do valor investido de 2011 a 2020, que foi de R$ 110,5 bilhões, na construção de parques eólicos. Por meio de uma metodologia que calcula efeitos multiplicadores de diferentes tipos de investimentos, chegou-se ao valor de mais R$ 210,5 bilhões, referentes a efeitos indiretos e induzidos, e num total de R$ 321 bilhões, daí a proporção de cada R$ 1,00 investido em R$ 2,9 sobre o PIB.

O estudo também avaliou o impacto destes investimentos no emprego. A estimativa é a de que foram gerados quase 196 mil empregos, entre 2011 e 2020, ou 10,7 empregos por MW instalado na fase de construção dos parques, e também uma média de 0,6 empregos por MW instalado para Operação & Manutenção. 

E, por fim, o estudo quis entender minuciosamente o impacto das eólicas na redução de emissões de CO2. De acordo com a pesquisa, entre os anos de 2016 a 2024, o setor eólico brasileiro terá evitado emissões de gases do efeito estufa valoradas entre R$ 60 e 70 bilhões. 

Segundo com Elbia Gannoum, Presidente da ABEEólica, a geração de energia eólica tem um papel crucial no combate aos efeitos do aquecimento global. “Espero que esses dados se acumulem aos demais benefícios já quantificados da energia eólica para que a sociedade abrace cada vez mais essa fonte de energia renovável, de baixo impacto e com benefícios também sociais e econômicos”, detalhou Elbia.

Um pouco mais sobre o cenário do setor

De acordo com informações do boletim Infovento, da ABEEólica, o Brasil possui, atualmente, 21,03 GW de capacidade instalada de geração de energia eólica, produz cerca de 10% de toda geração injetada no Sistema Interligado Nacional (SIN), e tem capacidade de abastecer até 28,8 milhões de residências por mês.

Fonte: http://abeeolica.org.br/noticias/estudo-mostra-que-cada-r-100-investido-em-eolicas-tem-impacto-de-r-29-no-pib/ 

http://abeeolica.org.br/wp-content/uploads/2022/01/2022_01_InfoVento24.pdf

Compartilhe