Destaques

Futuro da energia cada vez mais solar

Futuro da energia cada vez mais solar

Uma das fontes mais limpas e acessíveis no Brasil e no mundo é a energia solar. Seus benefícios vêm, a cada ano, ganhando mais força por aqui e em diversos países que estão mirando a redução de emissão de carbono e diversificação de matriz energética.

É o que afirma a Agência Internacional de Energia (IEA), por exemplo. A projeção é de que  o uso da energia solar poderá crescer em até 30% em 2022.

No entanto, ainda temos um longo caminho pela frente para que possamos aproveitar a enorme capacidade de geração de energia a partir da luz do Sol. Isso porque a própria agência fez um alerta sobre a necessidade de uma transição segura para um sistema elétrico mundial livre de emissões. E, segundo a entidade, a capacidade fotovoltaica precisa mais que quadruplicar até 2030 para que, assim, possamos chegar em 2050 com zero emissões de carbono.

Como será então que o Brasil e o mundo vem lidando com a oferta desse tipo de energia? É o que você irá conferir neste artigo!

O que a experiência internacional vem nos mostrando?

Devido aos compromissos assinados junto à Organização das Nações Unidas (ONU) de redução de emissão de poluentes, países europeus, por exemplo, vêm se dedicando para a implementação de soluções voltadas à ampliação de geração de energia solar.

Em março de 2022, a Comissão Europeia apresentou o RePowerEU, que define uma série de estratégias para diversificar o fornecimento de gás, acelerar a implantação de gases renováveis e substituir o uso de combustível fóssil para a geração de energia por fontes renováveis.

Já a Solar Power Europe, associação europeia de energia solar fotovoltaica, afirma que, com as medidas de aceleração, a União Europeia pode atingir mais de 1 TW até 2030.

E como está o Brasil nessa história?

Ao que tudo indica, o país está percorrendo um bom caminho, fazendo a sua contribuição para esse processo de transição. A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) diz que, apenas em 2021, o setor atraiu mais de R$21,8 bilhões em investimentos.

Foi também em 2021 que o Brasil chegou a 13 GW de capacidade de geração de energia solar, um crescimento de 65% com relação a 2020, que fechou com 7,9 GW de capacidade nesse segmento. E, logo no primeiro trimestre de 2022, o país ultrapassou a marca de 14 GW. Com isso, agora, a fonte solar supera a potência instalada da usina hidrelétrica de Itaipu!

Atualmente, a energia solar corresponde a 7,7% da eletricidade gerada no Brasil. Mas, a previsão é que ela chegue até 17% da matriz brasileira até 2031.

E ainda tem mais! A Absolar estima que o setor será responsável por um aumento líquido na arrecadação dos cofres públicos em mais de R$15,8 bilhões neste ano, o que resulta em melhores serviços prestados para a sociedade brasileira.

Um dos locais onde mais se investe em energia solar é na região Nordeste, que possui outorgas aprovadas para esse tipo de geração de energia as quais somarão 28,7 gigawatts de capacidade fotovoltaica à região.

É por isso que a energia solar é considerada tão estratégica para o desenvolvimento econômico, ambiental e social do país.

Nosso compromisso em crescer em renováveis.

Presente em 8 estados, 7 deles com ativos em operação, somos uma empresa que já nasceu grande, com portfólio de 822 MW de energia 100% renovável. Atualmente, contamos com 2 complexos solares em operação: os Complexos Vale Verde e Assuruá, ambos na Bahia.

Além disso, estamos construindo o Complexo Caldeirão Grande 2, no Piauí. Quando concluída, a obra do projeto somará 213 MWac ao nosso portfólio, o equivalente ao consumo de mais de 280 mil casas brasileiras.Você pode saber mais sobre o projeto aqui.

O que torna a energia solar tão especial?

Além de ser uma energia limpa e renovável, é uma fonte disponível livremente,  desconsiderando, os custos para a sua captação. No Brasil, ainda temos o privilégio de termos uma ótima irradiação, principalmente no Nordeste, e presença em quase todos os meses do ano.

A ampliação do uso da energia solar também atende à necessidade de diversificação da nossa matriz energética, ainda bastante dependente das grandes e pequenas hidrelétricas do Brasil.

Aqui na Ibitu, estamos prontos para essa jornada de transformação que traz grande impacto positivo à sociedade e ao meio ambiente. Conheça o nosso jeito Ibitu de gerar energia que transforma o futuro!

Fontes:

A energia solar fotovoltaica e seus inúmeros benefícios para a rede elétrica

IEA prevê crescimento de 30% do uso de energia solar no mundo em 2022

2022: o melhor ano da energia solar no Brasil

Energia solar deve responder por 17% da matriz brasileira até 2031 | Agência Brasil

Guerra pode acelerar transição energética global | ESG | Valor Econômico

Europa acelera renováveis para diminuir dependência de gás russo

Inovações tecnológicas podem baratear a geração de energia solar – Rádio Câmara

Compartilhe